Tillie Cole - Lord of London Town - Série Adley Firm 01

em sábado, 7 de novembro de 2020


CHESKA HARLOW-WRIGHT NASCEU EM UMA VIDA DE LUXO E PRIVILÉGIO. NUNCA LHE FALTOU NADA. TINHA UM FUTURO CONFORTÁVEL COMO UMA SOCIALITE CASADA EM LONDRES ESPERAVA POR ELA.

Mas desde os treze anos de idade, Cheska guardava um segredo — uma fixação inabalável por um garoto que nunca poderia oferecer a ela algo próximo a conforto. Um garoto mergulhado em pecado e envolto em depravação. Um garoto nascido no abraço possessivo da escuridão.

Quando o mundo aparentemente perfeito de Cheska foi destruído por um inimigo desconhecido, mas mortal, havia apenas uma pessoa para quem ela poderia correr. Uma pessoa no mundo que tinha o poder de mantê-la segura. A única pessoa que seu coração fraco e despedaçado ansiava.

Arthur Adley. O novo chefe da família do crime mais temida de Londres.

Forçado, muito jovem, a assumir o comando da empresa Adley, Arthur tornou-se ainda mais implacável, formidável e frio do que nunca. Seus inimigos estavam ao redor, e ele devia lutar — e matar — para manter a posição de sua família no topo do submundo do crime em Londres. Não havia espaço para fraqueza, emoção ou perda de controle.

Mas então, Cheska voltou para sua vida com a força de uma bola de demolição. Ela não tinha lugar neste mundo escuro, cruel e sanguinário. E pior, ela é a rachadura solitária em sua armadura impenetrável. Ele já a afastou uma vez, mas desta vez ela precisava desesperadamente dele. Ela estava arruinada, perdida e em perigo, e ele é o único que poderia ajudar.

Arthur devia protegê-la. Ele devia destruir aqueles que se atreveram a ameaçá-la, caçar aqueles que tomariam o que é seu. Ele arrasaria Londres inteira para mantê-la segura... mas ele também poderia se proteger?

O infame Lorde das Trevas da cidade de Londres enfrentaria sua batalha mais brutal: o peso paralisante do passado, os inimigos implacáveis à espreita, nas sombras... e a destruição que a presença de Cheska estava causando na fortaleza de granito que era seu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário