Kennedy Ryan - Queen Move

em terça-feira, 24 de novembro de 2020

 

O garoto que sempre senti como meu é agora o homem que eu não posso ter. Escave um pouco e você encontrará fotos minhas na banheira com Ezra Stern. Tire sua mente da sarjeta. Tínhamos seis meses de idade. Intrometa-se um pouco mais e um de nós pode confessar que guardamos nosso primeiro beijo um para outro. Os mais desajeitados, molhados, desleixados... espetaculares trinta segundos da minha adolescência. Meta-se em nossos assuntos e você verá duas famílias, mais próximas que o próprio sangue, dilacerando em um instante. Vinte anos depois, meu melhor amigo “patinho feio” desde a infância, o garoto que ninguém notou, é um homem que ninguém pode ignorar. Melhor. Feroz. Mais esperto. Tomado. Diga-me que está errado. Diga-me que o garoto que sempre senti como meu, agora é o homem que eu não posso ter. Quando nos encontramos novamente, tudo fica no nosso caminho – segredos, mentiras, promessas. Mas não chegamos tão longe para desistir agora. E eu sei exatamente o que fazer se eu quiser fazê-lo meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário