Georgia Le Carre - Blind Reader

em segunda-feira, 10 de setembro de 2018


Sinopse: 

LARA Nasci na escuridão. Assim como um filhote de cachorro, mas a minha escuridão é eterna. Todo mundo vê um mundo que eu só posso imaginar, mas ei, não tenha pena de mim. Tenho muita imaginação e fiz do meu mundo o mais bonito que você possa imaginar. 
Quando era criança, minha mãe dizia que eu costumava correr na mobília, e se não estivesse muito machucada, voltava para cima e continuava correndo. 
Quando cresci, entendi que o mundo não é construído para pessoas cegas. 
Eu precisava de uma bengala branca e precisava confiar na minha melhor amiga, Elaine, e pular quando ela gritava:  
— Poça.
Às vezes, só por diversão, ela gritava poça e não havia nada, mas geralmente nosso sistema funcionava bem. 
Agora, estou crescida e ela me diz que o homem mais misterioso de Durango Falls, colocou uma vaga de emprego em seu quadro de avisos e que eu deveria me candidatar. 
Aparentemente Kit Carson precisa de um leitor cego. 
Para ser honesto, parece um pouco como as vezes em que ela gritou poça e não havia nada. Mas que caralho? Eu vou dar uma risada e pular novamente. Esta é a história do que aconteceu quando pulei. 
KIT Vim para Durango Falls porque era o lugar perfeito para se esconder. 
Os habitantes daqui não gostam de estranhos e eu não gosto de pessoas. 
Então não falo com ninguém e ninguém fala comigo.
Isso é muito bom. 
Por cinco anos tenho vivido sozinho, adentro desta floresta. 
Só eu e os lobos que adotei, mas neste inverno minha alma começou a ansiar por algo mais. 
Eu sei que com certeza não é pelo calor do corpo de uma mulher. 
Parei com isso. 
Os militares me transformaram em um maldito monstro e eu não colocaria nenhuma mulher nisso.
Nem mesmo uma prostituta Ela teria que ser vendada para se divertir. 
Talvez eu esteja apenas ansiando por uma voz doce de uma mulher lendo para mim do jeito que minha mãe costumava fazer quando tinha cinco anos. 
Pouco antes dela morrer. Acho que vou anunciar que estou procurando um leitor cego. Uma leitora cega feminina. 
Isso é o que pensei que queria. Bem, toda essa merda saiu pela janela quando coloquei os olhos nela. 
Agora o corpo desta mulher é tudo em que eu posso pensar ...

Um comentário: